Dra. Luciane Mello | Otorrinolaringologia e Medicina do Sono | Durma bem para viver melhor
17629
single,single-post,postid-17629,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-6.3,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Durma bem para viver melhor





posts

17 mar Durma bem para viver melhor

Dia 21 de março comemora-se o Dia Nacional do Sono. Celebrada desde 2001, a data ganha grande apoio devido à preocupação dos profissionais da área em alertar e conscientizar a população sobre a importância de dormir bem, para prevenção de doenças, para ter uma melhor qualidade de vida, além de um bom desempenho profissional e/ou escolar. Atualmente, de acordo com a Classificação Internacional de Distúrbios do Sono (Cids), existem cerca de 90 distúrbios relacionados com a hora de dormir, como insônia, ronco, apneia, bruxismo, síndrome das pernas inquietas, entre outros.

 

E em tempos de crise econômica, as noites dos executivos parecem estar comprometidas. Isso porque segundo um levantamento, com base em cinco mil check-ups realizados em 2015 e mais cinco mil feitos em 2014, pela Med-Rio Check-up, a turbulência financeira está influenciando diretamente na qualidade do sono deles. O estudo mostrou que no ano de 2013, a insônia foi citada como principal queixa por 21% dos casos e, no ano passado, este número subiu para 25%. Entre os participantes, 70% foram homens e 30% mulheres.

 

Outra pesquisa realizada na Universidade de Pittsburgh Schoolof Medicine, nos Estados Unidos, mostrou que o aumento do uso das redes sociais também tem prejudicado a hora de descanso. Segundo os cientistas, a navegação excessiva nesses canais pode aumentar em até três vezes a probabilidade de distúrbios do sono. Segundo a especialista em Sono, Dra. Luciane Mello, a falta de sono nesses casos está muitas vezes ligada à exposição da luz dos aparelhos eletrônicos antes de dormir, podendo aumentar a vigilância e prejudicar a liberação da melatonina, hormônio que induz o sono. “Além disso, a pessoa acaba perdendo a noção de horário vendo o feed de notícias, vai adormecer mais tarde e ter menos horas do que é considerado ideal”, explica.

 

Ou seja, em tempos de obstáculos para adormecer tranquilamente vale a pena apostar em algumas técnicas para melhorar a qualidade do sono. Evitar o uso de aparelhos tecnológicos horas antes de repousar, deixar o quarto tranquilo e aconchegante, com boa temperatura e iluminação, evitar ingerir alimentos pesados e bebidas com ingredientes estimulantes, procurar esquecer os problemas e praticar atividades relaxantes como meditação e yoga são algumas dicas.“Evitar ficar “brigando com a cama” quando não conseguir dormir e manter a casa em um ritmo mais calmo e silencioso quando a noite vai chegando também é importante para ter boas noites de sono. Mas caso todas essas dicas não sejam suficientes, procure ajuda de um especialista do sono”, finaliza Luciane Mello.